Amarildo Magalhães, diretor de Ensino Médio e Técnico; Cleber Fernando Serafim, chefe de gabinete da reitoria do IFPR; Ualid Rabah, diretor da FEPAL; e Jihad Abu Ali, presidente da Sociedade Palestina de Foz do Iguaçu

Representantes da Federação Árabe Palestina do Brasil (FEPAL) e da Sociedade Árabe Palestina de Foz do Iguaçu entregaram, nessa quinta-feira (4), 26 exemplares do livro “Palestina, um olhar além da ocupação” à Reitoria do Instituto Federal do Paraná (IFPR), em Curitiba.

A obra foi escrita em conjunto por Nilson Bobato, atual vice-prefeito de Foz de Iguaçu, e Paulo Porto, professor universitário e vereador em Cascavel, com colaboração de Jihad Abu Ali, diretor de Assuntos Internacionais da prefeitura de Foz e presidente da entidade palestina da cidade.

O livro é um relato da experiência do trio paranaense, que em 2015 participou de uma missão de solidariedade na Palestina. Na ocasião, foi também formalizada a coirmandade entre as cidades de Jericó e Foz do Iguaçu, e encaminhado acordo de cooperação semelhante – protocolado em 2018 – entre Cascavel e Beitunia, cidade da região de Ramallah, atual sede administrativa do governo palestino.

Livro é o relato da experiência do trio paranaense, que em 2015 participou de uma missão de solidariedade na Palestina

De acordo com o diretor de Relações Institucionais da FEPAL, Ualid Rabah, que esteve presente no encontro, o livro permite uma leitura vívida do cotidiano dos cidadãos palestinos, das consequências reais e dos impactos diários que a ocupação israelense impõe à Palestina. “O leitor viverá a ocupação e o quanto ela corta na carne, ao ponto de sentir cortar em sua própria carne e compreender que a ocupação, tal qual diz o cineasta palestino Emad Burnat*, não é apenas uma palavra”, observa.

Para Jihad Abu Ali, “Palestina, um olhar além da ocupação” traz a narrativa de uma realidade que impossível de se conhecer pelos meios convencionais de comunicação ou pela literatura tradicional. “E é importante que esta narrativa esteja disponível aos estudantes brasileiros”, completa.

*Burnat é diretor do premiado documentário 5 Câmeras Quebradas, filme indicado ao Oscar em 2013, e disponível na íntegra no youtube, com legendas em inglês.