Ualid Rabah, presidente da Comissão Organizadora do 10º Congresso da FEPAL, na mesa que coordenou os trabalhos (Fotos: Christian Rizzi)

A Comunidade Palestina de Foz do Iguaçu, uma das maiores e mais importantes no Brasil, escolheu ontem (26), em assembleia realizada nas dependências da Mesquita Omar Ibn Al-Khatab, os dez delegados que irão a representar no 10º Congresso da Federação Árabe Palestina do Brasil (FEPAL). O evento ocorrerá entre os dias 26 a 28 de abril, em Porto Alegre.

O encontro, o primeiro de um processo nacional para a escolha das delegações, contou com a presença das principais lideranças da comunidade local e de grande parte de seus membros. O grupo também debateu o futuro do movimento palestino no país e a reorganização da própria entidade, além de apresentar um resumo das atividades realizadas por eles entre 2010 e 2018.

São dezenas de comunidades em todo o Brasil, que podem eleger de um a dez delegados, conforme o número de integrantes adultos inscritos em seus quadros. Com mais de 150 membros, Foz do Iguaçu elegeu dez – o teto –, além de dois suplentes, dois observadores e dois convidados especiais.

Mais de 50 pessoas da comunidade participaram da assembleia

Seis propostas prioritárias foram aprovadas para serem defendidas no Congresso. Entre elas está a de que a cidade seja sede do Encontro Mundial da Juventude Palestina.

Uma comissão provisória também foi eleita, com o propósito de reorganizar os estatutos da Sociedade Árabe Palestina de Foz do Iguaçu e de convocar uma nova assembleia local para a eleição da nova diretoria.

O presidente da Sociedade Palestina de Foz do Iguaçu, Jihad Abu Ali, apresentou os trabalhos da comunidade de 2010 a 2018

Congresso da FEPAL

O Congresso da FEPAL, que tem previsão estatutária de ocorrer a cada três anos, renovará a direção nacional da Federação e definirá um programa de ação para o período. A edição deste ano homenageará os 125 anos da imigração palestina e os 40 anos do movimento palestino no Brasil, tomando por base o primeiro encontro nacional da comunidade no país, ocorrido em 1979, em Brasília.

Foi nessa ocasião que surgiu a ideia da fundação de uma entidade de representação nacional da comunidade palestino-brasileira, ou seja, o embrião da FEPAL. O primeiro congresso seria realizado no ano seguinte, em novembro de 1980, exatamente no mesmo local em que ocorrerá a essa edição: o Hotel Embaixador, em Porto Alegre.

O 10º Congresso terá uma série de novidades em relação aos anteriores. Uma delas são os painéis temáticos. Quatro deles já estão confirmados na programação e serão realizados por grupos de profissionais da saúde, operadores do campo jurídico, mulheres e juventude. Todos os grupos são compostos por integrantes de origem palestina.

Pelo menos outros dois painéis estão sendo organizados, um para debater a Questão Palestina à luz do atual momento geopolítico, inclusive diante das novas posturas do Brasil em relação ao tema, outro sobre a história da FEPAL.

A abertura do 10º Congresso da FEPAL será no dia 26 de abril, às 20h, e contará com apresentações folclóricas, artísticas e culturais. A programação seguirá no dia 27, com plenárias de delegados e temáticas, que acontecerão em horários variados. No dia 28, será realizada a plenária final, com a eleição da nova direção da FEPAL.